... Cada batimento cardíaco de Cláudio parecia rebater as possibilidades do caso se agravar. Ele se equilibrava entre a vida e a morte, e a cada minuto que passava as tendências de cair para um dos lados se invertiam.

O dia seguinte a tragédia demorava para acabar. Aquele longo tempo de espera por notícias apenas prolongava a dor e a angústia de quem ainda tinha forças para sustentar esses sentimentos depois de uma noite sem dormir. Carol mantinha-se acordada e com a certeza de que quanto mais o tempo passasse maiores seriam as chances de Cláudio sobreviver. Passava das cinco da tarde e dali alguns minutos o médico leria o segundo boletim. O celular de Carol tocou. Ana ligava para saber notícias justamente no momento em que ela tentava se desligar de tudo lá fora.
-- Oi Ana.
-- Carol! Fiquei sabendo do que aconteceu. Como o Cláudio está?
-- Ele ainda tá na UTI, mas eu tenho certeza que vai acabar tudo bem.
-- Eu estou rezando por isso. Vocês chegaram a se encontrar ontem?
-- Não. Ele só me ligou dizendo que tinha algo importante a me dizer, mas agora não tem nada mais importante do que isso. Ana, tenho que desligar porque o médico está vindo para dar notícias. Quem sabe ele já não está consciente...
-- Claro! Vai dar tudo certo!
Toda a fé de Carol acabou causando uma sensação de confissão a Ana. Ela sabia ser indiretamente culpada e por isso tentava se proteger em todos os sentidos.
A medida que o médico se aproximava, todos iam ficando cada vez mais próximos. A vida de Cláudio que há pouco estivera em suas mãos, agora se resumia a uma folha de papel composta por inícios ou fins.

Download da estória até esse ponto

6 comentários:

Ricardo Guedes disse...

Po Leo, q a estória está OTIMA nao eh novidade para ninguem.. mas esse post, foi morno demais.. uhahua
po, achei q viria alguma revelacao, algum progresso.. mas o Claudio ainda ta naquele mesmo estado..
Mas entendo tb q este eh um momento delicado, e nao pode ser passado "batido"

POSTA MAIS, POSTA MAIS.. uhauha

abs

Robertinho disse...

Ae Léo! Tá deixando todo mundo curioso, hein?

Sabe o que eu pensei? Sobre a ligação que o Cláudio fez pra Carol... Ele disse: "Não considere nada que Ana te falar até eu chegar aí". Isso não deixou a Carol desconfiada em relação a "amiga"?

Afinal, todas as relações são baseadas em confiança...

Abs,
Robertinho

Batom Cor de Rosa disse...

curiosidade!

Lu disse...

Já li toda a história! E, verdade é que agora tenho mais uma desculpa pra roer as unhas...rss. Sobre o post, vc me fez pensar no quanto nós seres humanos somos bobos, ao ponto de pequenas bobagens, estragarem tudo de melhor que contruimos numa relação, seja ela qual for. A briga do Cláudio com a Carol logo na chegada ao Brasil repesentou bem isso. Esse acidente, nada mais foi que uma consequencia. Mui interessante!
Posta logo o próximo capítulo!!! :)
Beijo.

Si disse...

Leo, esse foi o melhor post. Contar uma história pode até parecer fácil, mas descrever sentimentos dentro dela, só para os bons.
Muito bom!!!

Beijos.

.raphael. disse...

inícios ou fins causam sempre expectativa e preocupação!

abraço!