Não preciso te escrever sobre uma vida
que já está toda resumida
naquela página que você virou.
[É como se a minha rima fosse de encontro a sua espontaneidade. Por isso agora prefiro as rimas casuais que não causam um efeito mecânico e nem se casam com a fluidez de um parágrafo. É um formato que está entre mim e você, e que traduz um pouco do que existiu entre nós]

Sentir excessivamente a sua falta
é agora o pouco que me resta.
[Enquanto ontem não me restava dúvidas de que isso me definia, hoje acabou juntando-se aos restos do que foi definido por você]

Sempre esperarei por você, até que nesse meio tempo
encontre alguém que sempre esperou por mim.
[Reservado para a sua legenda reflexiva]

Download da estória "Sobre Viver"