Filha. Hoje você completaria 6 anos. Isso quer dizer que já faz quase 1 ano que você partiu. Não consigo esquecer que sempre quando lhe perguntavam sua idade você levantava a mão espalmada. Você mal sabia contar, muitas vezes sequer sabia o que estavam te falando, mas a resposta era a mesma: cinco anos. Desde que você nasceu, esse gesto já significou muitas coisas pra mim. Nos primeiros dias entendia como um chamado e logo estava ao seu lado tentando decifrar o que seu olhar queria me dizer. No seu aniversário de 1 ano, quando te vi levantar a mão e olhar pra frente, deduzi ser um aceno à todas aquelas pessoas presentes. A partir daí veio o tchau, o para, o oi e finalmente a resposta para a pergunta quantos anos você tem. Estava tudo sempre ali, na minha cara, e eu não imaginei que cinco anos seria o tempo que passaríamos juntos. E cinco anos passam tão rápido, e a vida passa tão rápido, e a sua vida passou tão rápido minha filha, tão rápido que eu não tive tempo de assimilar tudo o que você quis me dizer. E agora que eu tenho todo o tempo do mundo pra isso, agora que o tempo tem passado cada vez mais devagar, que o mundo tem girado no seu ritmo, no ritmo de uma criança que parecia só saber contar até cinco, agora é tarde. Tarde demais pra chegar mais tarde no trabalho e te ver acordar, tarde demais pra chegar mais cedo em casa e te colocar pra dormir, tarde demais pra deixar você molhar o meu terno enquanto toma banho, tarde demais pra perceber que você só viveria até os cinco e que de muitas formas tentou me mostrar isso. Enfim, tarde demais pra te ensinar a contar até cem.

6 comentários:

Debrinha disse...

Belas palavras, muito emocionante!

Anônimo disse...

Nossa, Léo, você pegou pesado demais. Eu tenho duas filhas e isso mexe muito com a gente.
Pega leve...
Winy

leo disse...

Então Winy. Escrevi o texto depois que vi um filme chamado "a troca" com a angelina jolie. Ele fala de uma mãe que passa a vida procurando pelo filho. Inspirado nesse amor e ao mesmo tempo nessa dor que fiz o texto. A idéia era mesmo emocionar e alertar a todos que independentemente de ter filhos ou não ficam sentados olhando a vida passar.

bjo

leo

Anônimo disse...

Léo,

escreva pra mim um texto tão bonito quanto esse, mas olhando a vida pelo lado bom. Essas coisas de filho pelo lado negativo dó o coração da gente demais. Eu achei que você escreve muito bem, e um texto positivo alegra os corações de todas as mães do mundo.
Vou sentir sua falta no projeto.
Mas boa sorte na nossa empreitada. Sucesso, viu ? (Se eu tivesse essa coragem, faria o mesmo)

Winy

leo disse...

Brigado Winy!! Pra vc tb!!

Acho que vc vai gostar de um post que chama "Viva!" segue bem essa linha que vc falou :)

bjo

leo

Safra76 disse...

Salve Pingo de Luz!
Eu que não tenho o que comentar, não tenho palavras para expressar... na minha limitação, o máximo que consigo dizer é que sou grato por ter te conhecido brother... principalmente no ambiente que vivemos, ambiente de alta insanidade... e em meio a lama, surge a "Flor da Luz"... a "Flor de Lótus"... Que Deus abençoe tua sensibilidade e tua capacidade de expressão... acredito que pessoas assim são os construtores de uma Humanidade Maior.

Namastê meu querido amigo, Namastê ("O Deus em Mim Saúda o Deus em Você")